Veja como usar o LinkedIn para garantir bons resultados!

6 minutos para ler

Talvez você já tenha ouvido falar sobre o LinkedIn, assim como é provável que já tenha bastante familiaridade com o Facebook. Pois bem! Os dois canais são um pouco parecidos, com a diferença de que o primeiro é uma rede profissional, e não apenas social.

Saber como usar o LinkedIn é muito importante para qualquer profissional hoje em dia, principalmente porque é uma ótima ferramenta para fazer networking e ficar por dentro das novidades do mercado de trabalho.

Há algumas boas práticas que podem ajudar você a construir uma imagem positiva na plataforma e, quem sabe, conseguir aquela vaga tão sonhada. Acompanhe nosso post para entender mais sobre como usar o LinkedIn a seu favor!

O que é o LinkedIn e como ele funciona?

O LinkedIn é uma rede social e profissional desenvolvida para criar conexões entre diferentes profissionais e entre profissionais e empresas. Não é à toa que ele não conta com o famoso “adicionar”, ação comum no Facebook. Por lá, você se “conecta” a outras pessoas.

Olha só o que mais a ferramenta permite:

  • cadastrar seu currículo;
  • candidatar-se a vagas de emprego;
  • seguir páginas de empresas para acompanhar suas novidades;
  • acessar e criar conteúdos relacionados à sua área de atuação ou de interesse.

Assim como em outras redes sociais, é possível curtir e comentar postagens de outras pessoas, compartilhar fotos e vídeos, e ainda manter conversas em um chat privado. Além disso, sabe aquela habilidade que seus colegas dizem que você tem? No LinkedIn, eles podem contar isso para todo mundo por meio de recomendações na sua página.

Com tantas funcionalidades, o LinkedIn se mostra o meio ideal para fazer aquele networking, ter acesso a informações de qualidade para a sua vida profissional, demonstrar autoridade em determinado assunto, compartilhar conquistas e, principalmente, ser visto pelo mercado.

Você sabia que 93% dos recrutadores buscam o perfil dos possíveis candidatos no LinkedIn, durante os processos seletivos de empresas? Portanto, pode ser um baita erro ficar de fora dessa plataforma. Não vacile!

O que é networking e como fazer do jeito certo?

Para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho, é preciso estudar bastante, adquirir experiência e se arriscar em atividades diversas. Porém, no meio desse caminho, muitas pessoas se esquecem de que também é importante estabelecer contatos.

E networking é sobre isto: criarmos uma rede de contatos de forma colaborativa para que, quando necessário, possamos contar com aquelas pessoas (e elas com a gente também) para fazer negócios, indicar vagas ou auxiliar no crescimento profissional no geral.

Mas ao contrário do que possa parecer, não se trata de puro interesse. Isso porque, como explicamos, é possível gerar aprendizados e até construir amizades por meio dessa estratégia. Sendo assim, para fazê-la de maneira correta, é essencial:

  • exercitar a comunicação;
  • deixar a mente aberta a novas ideias;
  • buscar pessoas que são referência no segmento em que você atua (ou deseja atuar);
  • estar presente, profissionalmente falando, sobretudo no ambiente virtual.

Ainda que pareça algo novo, o networking sempre teve um papel importante, antes mesmo do surgimento de certas tecnologias e redes sociais profissionais. A diferença é que antes da criação do LinkedIn, por exemplo, a prática geralmente se desenrolava em eventos, palestras, workshops e até, de algum modo, por e-mail.

Como usar o LinkedIn para fortalecer o networking?

Quer ver como fazer networking pelo LinkedIn é mais fácil do que parece? A seguir, mostramos algumas ações que você pode realizar para ter sucesso nessa estratégia. Se liga!

Atualize sempre seu perfil

Para fazer um bom networking no LinkedIn, não basta criar um perfil nessa rede social profissional. É fundamental que as informações inseridas lá sejam bem descritas e claras a respeito das suas habilidades e experiências.

Ainda, é preciso atualizar sua página sempre que necessário. Conseguiu aprovação em um novo estágio ou emprego? Fez um curso? Tirou um certificado de proficiência em outro idioma? Realizou trabalhos voluntários? Tudo isso deve estar no seu perfil para que as pessoas acompanhem seu desenvolvimento.

Também não se esqueça de usar palavras-chave (ou seja, termos estratégicos para sua área de atuação), a fim de que as pessoas possam encontrar você facilmente quando fizerem buscas na rede.

Faça parte de grupos

Como o Facebook, o LinkedIn também oferece a oportunidade de criar grupos de discussão sobre temas específicos. São espaços voltados para interação e troca de informações entre pessoas com objetivos profissionais parecidos. Ou seja, ideais para você fazer novos contatos e gerar boas conexões por meio dessa plataforma.

Porém, em vez de “atirar para todos os lados”, busque participar de grupos relevantes para a sua evolução e com boa quantidade de membros. Também se organize para fazer uma colaboração ativa, certo? Para um networking de qualidade, é crucial que as pessoas conheçam suas ideias!

Acompanhe perfis de empresas

Sabe aquela empresa que você tanto admira ou que está na sua lista de lugares para trabalhar? Possivelmente, ela mantém um perfil no LinkedIn. Que tal aproveitar para criar uma conexão com ela? Dessa forma, você consegue:

  • entender melhor o perfil institucional da companhia;
  • ficar por dentro das novidades;
  • acessar os perfis de pessoas que já trabalham nela (e até se conectar com elas);
  • saber de vagas disponíveis;
  • conhecer o tom de comunicação que ela adota.

Vai que surge uma oportunidade? Você já estará à frente e poderá mostrar que acompanha e que conhece bem a empresa.

Gere conteúdo

Como dissemos, não adianta criar o perfil no LinkedIn se não atualizá-lo. E essa atualização envolve também o conteúdo que você gera, ok? Para fazer um bom networking nessa rede, é muito importante compartilhar suas ideias e aprendizados para que as pessoas se identifiquem, comentem ou discutam pontos de vista de maneira construtiva.

Então, experimente criar artigos sobre alguma novidade do mercado, compartilhar textos de portais de notícias com credibilidade (evidenciando sua opinião em relação àquele assunto), ou até mesmo contar sobre alguma experiência do seu dia que tenha agregado algo positivo para você.

No entanto, vá com calma! Nada de buscar popularidade demais, expor ideias que fujam ao ambiente profissional, muito menos fazer juízos de valor que contrariem questões éticas e morais. Lembre-se de que estabelecer bons contatos também tem a ver com espontaneidade, respeito e tolerância.

Gostou das dicas de como usar o LinkedIn? Assine a nossa newsletter para receber as notificações quando tivermos novidades aqui no blog!

Você também pode gostar

Deixe um comentário